ele decidiu parar. pausar, faz mais sentido isso. todo percurso pede: a pausa, o freio, a observação, o silêncio. o abandono.

Ofélia

saio de mim mesma. daqui onde a pele é o limite, o aterro da minha superfície, onde instaurei tudo aquilo que sabia ser provisório, fugaz, tudo aquilo que um dia seria dissipado. o superficial pressupõe fraqueza? medo? até quando pretendes viver superficialmente? volte pra dentro, pro mais profundo que possa chegar. volte pra onde a […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo